Iron Butterfly – In-A-Gadda-Da-Vida (1968)

iron-butterfly-in-a-gadda-da-vida-1968Originally published on 10.12.06 (New Progshine blog)

Iron Butterfly
In-A-Gadda-Da-Vida
1968
Atco / SD 33-250

Track listing:
A1. Most Anything You Want 3:41
A2. Flowers and Beads 3:05
A3. My Mirage 4:51
A4. Termination 2:50
A5. Are You Happy 4:28
B. In-A-Gadda-Da-Vida 17:05
Total length: 36:00

Review:

01. Most Anything You Want
O flower power psicodélico impera no disco, logo no começo as linhas de baixo e guitarra são um destaque aos ouvidos. A voz grave de Ingle dá uma sensação diferente. O peso da canção (vamos pensar em termo de fim dos 60’s) é bem diferente.

02. Flowers And Beads
Essa música é uma beleza! Puxa que música bonita. Tem todo o ar da psicodelia mas com uma melodia arrebatadora, os vocais de fundo fazem uma harmonia tão legal. O coro no final é muito bonito.

03. My Mirage
O timbre de órgão e as convenções da banda logo no início são um caso a parte. O riff da música em si é um groove psicodélico invocado. Me lembra em algumas passagens de guitarra alguns sons da Janis Joplin. Mas órgãos é que são o encanto da faixa, dão um toque meio… deixa eu ver, (nossa nunca pensei que seria tão difícil explicar algo risos).

04. Termination
Riffezão (e lá essa palavras existe!) a postos, a banda praticamente se baseava neles. Mas a grande sacada da canção é a mudança de ritmo lá pela parte final dela, com um bonito dedilhado de guitarra e com uns ‘barulhos de fundo’.

05. Are You Happy
A introdução falada, os vários riffs, O baixo é maravilhoso), os backing vocals, os 60’s mais vivos que nunca, Não me admira que o disco tenha vendido bem. Da metade pra frente muda tudo, solo de bateria e tudo. Final seco como muitas canções.

06. In-A-Gadda-Da-Vida
Longa e com a letra curta! Isso diria muita coisa. Porque como dizem pra meio entendedor meia palavra basta! O Riff me lembra muito Sunshine Of Your Love do Cream (se não me engano de 1967, um ano antes), como eu disse longa e com letra curta, o que já nos faz entender que é um ato de auto-indulgência e de muita improvisação, já que ela é quase toda improvisada, incluindo solos de todos os integrantes. O de bateria no começo me lembra o solo do Ringo no Abbey Road. E depois de muita doidera voltam ao começo como se nada tivesse acontecido. Êê anos 60 viu!

iron-butterfly1969
Iron Butterfly
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s