Módulo 1000 – Não Fale Com Paredes (1972)

modulo-1000-nao-fale-com-paredes-1971Originally published on 09.12.06 (New Progshine blog)

Módulo 1000
Não Fale Com Paredes
1972
Top Tape / TT-1000

Track listing:
A1. Turpe Est Sine Crine Caput 6:10
A2. Não Fale com as Paredes 3:25
A3. Espelho 2:35
A4. Lem-ed-Êcalg 3:50
B1. Olho Por Olho, Dente Por Dente 4:50
B2. Metrô Mental 6:10
B3. Teclados 1:20
B4. Salve-se Quem Puder 3:40
B5. Animália 1:30
Total length: 33:30

Review:

01. Turpe Est Sine Crine Caput
Já começa numa doidera só, quase não acredito que tenha saído Brasil e no longínquo ano de 1971. A única frase da música ainda não me foi traduzida (então se alguém souber, por favor…) o riff da música está em ad infinitum, já que parece que nunca vai acabar. Os solos todos de guitarra são muito bem tocados, teclados com riff e sessões muito interessantes. Alto nível.

02. Não Fale Com Paredes
O Riff contínuo da primeira faixa estende-se até a segunda e a letra viagem é repetida ao infinito (uma única frase, a do título), Mais uma vez os solos de Daniel são um caso a parte, com timbres wha e frases estranhas. A ‘timbalada’ da segunda parte só dá mais estranheza e brilho pra música.

03. Espêlhos
Psicodelia, este és teu nome! A letra totalmente nonsense e inteligente e um violão (!?!) dão um toque ultra deferente e psicodélico a tudo.

04. Lem-Ed-Écalg
(primeiro leia o nome da música ao contrário, risos) Que quebradeira, meu deus. Um caso de polícia, como um som desse não é bom? Quem disser isso é louco, progressivo da mais alta qualidade em qualquer canto do mundo. Mas pe curta demais.

05. Ôlho Por Olho, Dente Por Dente
Eles tinham um estilo de composição inusitado, riff em toneladas e letras extremamente minimalistas, normalmente com destaque para o nome da música, mas o som! Putz, os caras não pouparam. Esta daqui é outro arrombo de percussões e timbres. Riff infinito.

06. Mêtro Mental
Depois de toneladas de loucura, entra um riff sensacional, eu adoro esse estilo do Módulo 1000, os caras são arrojados e sem igual. Então, finalmente, uma letra altamente doida, e mais som.

07. Teclados
Como não poderia deixar de ser Teclados experimenta as teclas e todos os seus timbres e som, um recorte de todas as influências do tecladista, mas principalmente Gentle Giant.

08. Salve-se Quem Puder
Tem uma letra que eu adoro, e um solo de teclado logo no começo que eu amo o timbre dele. Essa letra é a que eu queria ter feito. (risos). Além de um som altamente elogiável.

09. Animália
Ela e seu violão cheio de efeito e gutarra doida. Tudo que eu digo é… Just Give Psycho a Cahce (risos)
Mais psicodélico que esse disco eu ainda não encontrei, uma licergia dos diabos.

modulo-1000
Módulo 1000
Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s